Dicas da Salu

A live Check Point, uma realização da PANROTAS com a Imaginadora e apoio da R1, viajou o Brasil para descobrir como está a retomada nos Estados. Secretários de Turismo foram ouvidos e atualizaram a situação para os profissionais e viajantes.

As apostas de muitas regiões passam pelo Turismo regional, pela transferência de alguns eventos para outras épocas do ano, além de fortalecer os protocolos de saúde, que garantirão segurança ao turista na reabertura.

Confira abaixo as novidades por Estado apresentadas durante as lives:

NORDESTE

Alagoas
Alagoas investirá no Turismo regional e nacional para a retomada, assim como outros estados. Segundo o secretário de Turismo de Alagoas, Rafael Brito, é muito provável que haja réveillon e carnaval nos destinos alagoanos. “Eu sou contrário à expectativa de grandes mudanças no setor. Acredito que o Turismo vai voltar pelo regional, mas o nacional vai reaquecer antes do esperado, com certeza. Temos a convicção de que voltaremos à normalidade assim que as pessoas se sentirem mais confiantes em viajar”, ressaltou.

Ceará
A aposta do Ceará para atrair mais turistas pós-pandemia é o investimento em protocolos de higiene que, segundo o secretário Arialdo Pinho, será um atrativo para os viajantes. Além disso, ele afirmou que o Turismo do Estado trabalha com obras em praias, como as de saneamento e de interligação, além de limpeza.

Maranhão
A estratégia do setor é focar o Turismo regional e doméstico, especialmente nos segmentos de ecoturismo e Turismo cultural. Como parte do planejamento, o Maranhão, junto ao Pará e Amazonas, está trabalhando na Rota Amazônica, que deverá ser lançada em agosto. Além disso, a Secretaria de Turismo lançou um aplicativo com todas as informações sobre os atrativos e meios de hospedagens dos principais polos turísticos do Estado.

shutterstock 477325006

Lençóis Maranhenses – Paraíba | Crédito: Shutterstock

Paraíba
A estratégia da Paraíba para a retomada é apostar no Turismo regional. De acordo com a presidente da PBTur, Ruth Avelino, antes da pandemia, 30% dos turistas que visitavam o Estado eram de São Paulo, enquanto 20% eram de pernambucanos e outros 20% de potiguares. “E essa será a nossa aposta neste momento, pois nossa localização geográfica nos favorece nesse quesito”, afirmou.

Pernambuco
De olho na retomada e no Turismo regional, Pernambuco lançou o site Bora Pernambucar, que tem como objetivo fomentar roteiros novos e outros já conhecidos, porém, ainda pouco explorados. O site contempla algumas das principais cidades turísticas de Pernambuco, como Gravatá, Garanhuns, Petrolina, entre outros, mostrando a diversidade do Estado, que vai além do sol e mar.

Rio Grande do Norte
Mostrar que o Rio Grande do Norte é um destino seguro no momento de retomada – esse é o principal objetivo do Turismo do Estado. Para isso, o governo já desenhou o plano de retorno das atividades, que passará pela capacitação dos profissionais do setor. O Rio Grande do Norte foi o primeiro Estado brasileiro a receber o Safe Travels, selo do WTTC que tem respaldo da OMT (Organização Mundial do Turismo) e de mais de 200 CEOs das principais empresas de Turismo do mundo.

Sergipe
Sergipe direcionará o investimento em divulgação para o Turismo regional, além de roteiros integrados com outros Estados do Nordeste. “Vamos procurar a Bahia, Alagoas e outros Estados, pois precisamos criar roteiros integrados como há na Europa, em que o turistas fica três noites em cada país”, disse o secretário do Turismo do Estado, José Sales Neto.

NORTE

Amapá
A ideia do Turismo do Amapá é trabalhar com mais foco no ecoturismo. O Estado quer aproveitar o fato de ser banhado pelo rio Amazonas e, assim, apostar na pesca, no mergulho e na visita às comunidades quilombolas.

Amazonas
O Governo do Amazonas lançou o Plano de Retomada da Atividade Turística – Amazone-se, que, além de reunir projetos e programas, também incentivará os amazonenses a viajar entre os municípios do Estado como forma de estimular a economia no interior. O plano estabelece uma atuação mais forte sobre o ordenamento da cadeia produtiva na região.

Pará
Para ajudar no processo de retomada, a Secretaria de Turismo do Pará prepara uma série de orientações técnicas on-line com foco na melhoria da oferta e estruturação de produtos turísticos. O objetivo é ampliar a capacidade competitiva dos municípios, considerando as tendências de mercado no pós-pandemia.

 

Jalapão – Brasil | Crédito: Shutterstock

Tocantins
O Turismo do Estado trabalha na elaboração de protocolos de segurança a fim de coibir o contágio da covid-19. A aposta, quando houver uma reabertura, é no Turismo doméstico. “Temos uma localização muito privilegiada. Estamos no centro do País, próximo ao Nordeste, por exemplo”, disse a diretora de Projetos da Agência de Turismo do Tocantins, Maria Antônia Valadares.

CENTRO-OESTE

Goiás
O Estado informou que vai lançar um programa de pesca esportiva, fomentando essa área, e que foi procurado por uma empresa de aviação regional para alinhar novos projetos de conectividade no Estado e em todo o Centro-Oeste. O nome da empresa, entretanto, não foi divulgado. Além disso, Goiás trabalha no aprimoramento do protocolos de saúde e segurança, já pensando na reativação total das viagens pelo Estado.

Mato Grosso
O Turismo vai apostar na proposta de roteiros integrados que unificam atrações de destinos da região. Para a retomada, o secretário-adjunto de Turismo do Mato Grosso, Jefferson Moreno, acredita que toda a região se

Bonito – Mato Grosso do Sul – Brasil | Crédito: Manu Sanches

beneficia por apresentar riqueza e diversidade de atrativos naturais, como o Pantanal e a região norte do Mato Grosso, que é de selva amazônica.

Mato Grosso do Sul

Assim como o vizinho Mato Grosso, o Mato Grosso do Sul quer explorar roteiros integrados para melhorar circulação entre os Estados da região. Ainda de acordo com o diretor-presidente da Fundação de Turismo no Estado, Bruno Wendling, a entidade começou a trabalhar no apoio ao setor privado e ao trade, ajudando na criação de políticas de cancelamentos e reagendamentos de produtos comprados para o período em que as atividades não fossem permitidas.

SUDESTE

Espírito Santo
O secretário de Turismo do Espírito Santo, Dorval Uliana, afirmou a missão é construir protocolos de segurança, que terão o objetivo de nortear a retomada. O foco do Governo do Estado também étrabalhar com obras de melhorias em alguns pontos turísticos do Espírito Santos, como a orla da capital Vitória.

Minas Gerais
A subsecretária de Turismo de Minas Gerais, Marina Simião, afirmou que, para a retomada do setor, o Estado trabalha com a melhoria da infraestrutura das atrações, além da missão de identificar as demandas do setor e para o resgate de alguns valores do povo mineiro.

Rio de Janeiro

Estados - Cristo Redentor - Rio de Janeiro | Crédito: Shutterstock

Cristo Redentor – Rio de Janeiro | Crédito: Shutterstock

O Estado fluminense informou que o Réveillon da capital, um dos mais importantes do mundo, será descentralizado e de forma hibrida, ou seja, parte on-line e parte presencial. A secretária interina do Turismo do Rio de Janeiro, Adriana Homem de Carvalho, também afirmou sobre que as autoridades estão trabalhando para a reabertura com base no selo Turismo Consciente, lançado em junho pelo Governo do Estado.
São Paulo
Dentre as consequências da pandemia do novo coronavírus no Estado, estão os cancelamentos de alguns dos principais eventos, tais como a Fórmula 1, o Carnaval, Réveillon, entre outros. Entretanto, o secretário de Turismo de São Paulo, Vinicius Lummertz, vê a possibilidade de que alguns possam ser realizados mesmo fora de época. “Nós entendemos que alguns eventos, como o próprio Carnaval, podem ser postergados”, disse. “O Réveillon, por exemplo, pode ser transformado no réveillon para comemorar a vida, em um momento no qual a pandemia já tenha sido superada”, continuou.

SUL

Paraná
Para ajudar na retomada, o Estado criar o Paraná Pay, programa vinculado ao Nota Paraná que vai destinar parte dos impostos com a venda de produtos, como eletrodomésticos, por exemplo, para o setor do Turismo.

Estados - Foz do Iguaçu -Paraná | Crédito: Shutterstock.com/R.M. Nunes

Foz do Iguaçu -Paraná | Crédito: Shutterstock.com/R.M. Nunes

Parte do recolhimento do ISS (Imposto sobre Serviços) será revertido, em dobro, para ser utilizado pelos compradores em atrações turísticas. O Paraná também aposta em novas atrações turísticas, como o parque de Vila Velha, localizado em Ponta Grossa, e no Ninho do Corvo, em Prudentópolis.

Santa Catarina
O Turismo de Santa Catarina anunciou a criação do programa Viaje Mais Santa Catarina, que será um site cujo principal objetivo será reunir informações sobre serviços e produtos de atrações turísticas de Santa Catarina. De acordo com o presidente da Santur, Leandro Mané Ferrari, o empresário do setor poderá entrar no site e publicar informações sobre os seus negócios.

Fonte: Panrotas (https://www.panrotas.com.br/mercado/destinos/2020/08/saiba-quais-sao-as-apostas-dos-estados-para-a-retomada_175712.html)

Comente aqui
O seu endereço de e-mail não será exibido no comentário
Campos obrigatórios estão indicados com ( * )
Ainda restam caracteres.
Seu comentário está aguardando aprovação.
Obrigado pelo seu comentário!
contato@passaporteviagens.com.br

Tv. Antonieta Rissi Souza Lima, 69 - loja 25
Centro, Ubá - MG, 36500-100

Av. Itamar Franco, 1934 - São Mateus
Juiz de Fora - MG, 36016-321

Social
Nossas Ofertas
Cadastre-se e receba as últimas novidades e promoções