Dicas da Salu

A Iata, Associação Internacional de Transporte Aéreo, planeja lançar nos primeiros meses de 2021 um aplicativo para dispositivos móveis que poderá substituir o passaporte convencional em papel e armazenar até informações de saúde do passageiro como testagem para o novo coronavírus. O projeto, chamado de Travel Pass, começará a ser testado na próxima semana.

“Estamos confiantes com a solução. Ela é eficiente e está quase pronta para ser liberada. No início de janeiro vamos usar um piloto completo e depois vamos testar em alguns países ao redor do mundo”, disse Nick Careen, vice-presidente de segurança e carga de passageiros em aeroportos da associação, na última quarta-feira.

O documento digital irá gerenciar e verificar um fluxo seguro de informações necessárias sobre exames e vacinas entre companhias aéreas, governos, laboratórios e passageiros. Careen garante que a estrutura do sistema irá proteger os dados dos viajantes. “Não há centro de dados, eles não vão ser armazenados em uma central”, disse.

O aplicativo tem o objetivo de ser um avanço no setor que deve permanecer mesmo após a pandemia. Segundo pesquisa da Iata, 70% dos passageiros tem receio de entregar passaporte, telefone, cartões de embarque ou outros documentos aos funcionários dos aeroportos e agentes de governos. Adicionalmente, 85% dos viajantes apontaram que um sistema sem contato para o embarque faria eles se sentirem mais seguros.

Atualmente, 44% dos passageiros alegam aceitar compartilhar dados para o desenvolvimento de uma plataforma para facilitar o processo de embarque sem contato. Em junho deste ano, o percentual era de 30%.

“Estamos em uma das maiores crises do setor e ninguém da indústria irá lembrar de 2020 com nostalgia. O vírus continuará com a gente por um bom tempo e teremos de aprender a administrar o risco do covid-19. O Travel Pass é uma prioridade hoje”, disse Alexandre de Juniac, diretor-geral da associação.

O projeto é bem similar ao CommonPass, um passaporte de saúde digital que começou a ser testado por passageiros voluntários das companhias Cathay Pacific e United Airlines em outubro deste ano nas rotas entre Nova York e Londres e de Hong Kong a Singapura. O aplicativo é projetado para criar um padrão internacional comum para demonstrar que o passageiro não tem coronavírus e não é uma ameaça sanitária para o país de destino.

Com informações do site UOL.

Comente aqui
O seu endereço de e-mail não será exibido no comentário
Campos obrigatórios estão indicados com ( * )
Ainda restam caracteres.
Seu comentário está aguardando aprovação.
Obrigado pelo seu comentário!
contato@passaporteviagens.com.br

Tv. Antonieta Rissi Souza Lima, 69 - loja 25
Centro, Ubá - MG, 36500-100

Av. Itamar Franco, 1934 - São Mateus
Juiz de Fora - MG, 36016-321

Social
Nossas Ofertas
Cadastre-se e receba as últimas novidades e promoções